Precisa de um tradutor turco-russo com conhecimento de TI (redes de computadores)

Pedimos ajuda para encontrar um tradutor para o par turco-russo. Ficaremos muito gratos pela divulgação das informações. Aconteceu com nosso cliente “Trest RosSpetsEnergomontazh” abertura de uma filial na Turquia (Akkuyu NPP). Representantes locais da Turk Telecom nos conectaram à Internet e instalaram um modem ADSL (um certo TP-Link). Neste modem ADSL na porta externa (WAN) é emitido um endereço IP (conforme solicitamos) real (roteável na Internet global) e estático. Mas pedimos que tal IP não estivesse no roteador deles, mas sim no nosso Microtik. Tentamos negociar através de um tradutor local. O diálogo foi mais ou menos assim: Nós: -“Precisamos de um endereço IP externo (roteável....) no nosso roteador, não no seu.” Turk Telecom (TT): - “Bem, você pode configurar qualquer endereço IP no seu roteador. Nós: “Não podemos fazer nada porque não vai ser encaminhado!” TT: -“Não entendemos o que você quer de nós.” Especialistas locais em TI (funcionários da ASE) afirmam que há dois problemas lá: 1. Há pessoas realmente analfabetas lá 2. Eles não querem fazer nada além do que está escrito no papel. E acrescentou, ao comunicar-se com eles, imagine que você está em uma aldeia em algum lugar da região de Amur. Não há governo para eles e eles não se importam com nada e não há pessoas alfabetizadas porque essencialmente estamos numa aldeia de cobre. Com base nisso, procuramos alguém que possa chegar a um acordo com estes cidadãos para que ainda encontrem uma forma de nos prestar o serviço conforme necessitamos e não como estão habituados a ligar as pessoas nas suas casas. Existem duas soluções: 1. Habilitar o modo Bridge no modem ADSL e informar a senha de login da sessão PPPoE. Aí vou configurar o PPPoE no nosso Microtik e tudo vai decolar. Mas não é a melhor solução porque o PPPoE ainda cai com uma frequência invejável e não aumenta até que você reinicie o Microtik para obter energia. 2. Desative o NAT no modem ADSL. Emitir ao cliente (com ou sem carta) uma rede IP com máscara de 30 bits. A partir desta rede, configure uma na interface LAN e diga-nos (escreva) qual IP resta para nós (nós mesmos não vamos adivinhar), e também nos diga os servidores DNS do provedor que devemos usar. Como resultado, devemos obter algo: IP: 123.123.123.121 MÁSCARA: 255.255.255.252 DG: 123.123.123.122 DNS1: 89.89.89.2 DNS2: 89.89.88.2

Assine as novidades!

Nós não enviamos spam! Leia nosso política de Privacidadedescobrir mais.

Deixe um comentário

O produto foi adicionado ao carrinho.
0 itens - 0,00 
chat aberto
1
Posso ajudar?
Escaneie o código
Olá 👋
Como posso ajudá-lo?
Este não é um chatbot! As pessoas respondem aqui, então nem sempre instantaneamente 😳
Usamos cookies para oferecer a melhor experiência em nosso site. Ao continuar a usar este site, você concorda com o uso de cookies.
Aceitar
Recusar
Política de Privacidade